sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

"QUEM QUER COMPRAR A TORRE EIFFEL"??


O conde VICTOR LUSTIG, funcionário importante do ministério responsável pelos
edificios públicos, explicou aos cinco homens de negócios parisienses que se
encontravam no seu gabinete que a TORRE EIFFEL iria ser demolida, pois as despesas
com a sua manutenção eram muito onerosas para o governo. A torre representava
pelo menos 7 000 t de ferro da melhor qualidade. Convidara os cinco homens
- negociantes de sucatas - a apresentar propostas lacradas para a sua aquisição.
As propostas não tardaram a chegar. No dia seguinte um especulador riquissimo
chamado ANDRÉ POISSON, foi informado que sua oferta havia sido aceita. Em uma
semana POISSON reuniu o dinheiro e o encontro final foi combinado. Mas por que
motivo, quis saber, negociações tão importantes como aquelas não eram feitas no
ministério e sim num hotel? O conde mandou seu secretário americano DAN COLLINS
sair do quarto e explicou:
- A vida de um funcionário como eu não é nada fácil. O salário é praticamente
simbólico embora sejamos obrigados a nos vestir convenientemente para receber
pessoas importantes. Ao adjudicar um contrato governamental é costume que o
funcionário encarregado receba...

POISSON compreendeu imediatamente o porque de tal negociação não ser feita no
interior do ministério. Logo entregou um cheque ao Conde e uma maleta com o
dinheiro da transação e saiu, triunfalmente, segurando o contrato de venda. O
cheque foi descontado imediatamente e o "Conde"e seu secretário, instalaram-se,
sorridentes, num compartimento de primeira classe do Expresso de Viena.
LUSTIG, filho de um respeitável cidadão da Boemia e COLLINS, um ladrão
americano, ficaram durante um mes num luxuoso hotel de Viena. Liam os jornais
franceses diariamente à procura das notícias da burla. Acontece que o comprador
não deu queixa de nada, embaraçado que estava por ter participado da fraude
monumental. Os dois trambiqueiros tentaram vender mais uma vez a torre, o que
de fato fizeram. Desta vez, porém, a vitima participou à Polícia. Embora LUSTIG
e COLLINS nunca tenham sido apanhados, a publicidade feita em torno da segunda
tentativa de venda, impediu-os de efetuar um terceiro trambique.
Um ótimo final de semana e até a próxima.
Abraço,Clóvis de Guarajuba
ONG Ande & Limpe

Nenhum comentário: