sexta-feira, 4 de março de 2016

JACK, O ESTRIPADOR (continuação 2)


Jack esperou exatamente uma semana antes de atacar de novo.
A vítima foi - como todas seriam - uma prostituta: Anne Chapman, de 47 anos.
Anne Morena, como era conhecida, estava condenada a morrer de tuberculose
quando o Estripador a retalhou. Seu corpo foi encontrado por um porteiro do
mercado Spitalfields, num pátio nos fundos da casa 29 da Hambury Street.
Seus anéis e algumas moedas que carregava tinham sido colocados ordenadamente
junto aos restos nauseabundos do seu corpo. Fora completamente eviscerada!
Os boatos inundaram Whitechapel. A versão segundo a qual o assassino trazia suas
facas numa pasta preta, deu origem a tumultos, pois os transeuntes que
transportavam objetos desse tipo estavam sujeitos a ser perseguidos por multidões
exaltadas. Formaram-se grupos de vigilantes para patrulhar as ruas. A polícia
prendeu dezenas de suspeitos logo inocentados. Mas o criminoso não deixava
nenhuma pista. Tudo quanto os médicos da polícia puderam deduzir foi que era
canhoto e possuia alguns conhecimentos de medicina. Um cirurgião da polícia
declarou que os crimes tinham sido executados com "destreza e muita perícia ".


(continua na próxima postagem)


Ótimo final de semana, abraço a todos os amigos e leitores.


Clóvis de Guarajuba
ONG Ande & Limpe

Nenhum comentário: