sexta-feira, 14 de agosto de 2015

- Ainda mistério - MAMUTES - final -


                                                  Furacão Gigante
                                                      Internet


E prossegue a explicação para esses fenômenos:
Numa erupção tão violenta, o planeta não apenas expeliria lava de suas entranhas, mas se produziria também uma grande quantidade de gases vulcânicos que igualmente seriam despejados violentamente
 na atmosfera.
Lançados estes gases em altitudes bastante elevadas e atingindo as camadas superiores da atmosfera,
 seriam congelados à temperaturas assombrosamente baixas. Depois, durante o cataclismo, descreveriam uma espiral em torno da Terra, finalmente descendo sobre a camada de ar quente, que atravessariam
sob a forma de violentíssimas rajadas nas zonas menos espessas, precipitando-se a velocidades inimagináveis sobre a superfície do Planeta.
Nas zonas atingidas por esses gases, verificar-se-iam temperaturas assombrosamente baixas, de menos cento e cinquenta graus centígrados, necessárias para o congelamento de todos os animais, inclusive os mamutes.
O mamute encontrado na Sibéria estaria pastando calmamente na tundra quando sobre ele se verificou
 um frio tão intenso que imediatamente gelou seus pulmões e, literalmente, transformou todo o seu sangue
 em uma massa congelada. Em alguns segundos morria e em poucas horas se transformaria numa estátua pétrea que, pelo enorme peso, começava a afundar-se na terra, mais e mais e, ao longo do tempo, passaria a ser coberto por camadas sucessivas de poeira.
Concomitantemente o frio teria sido acompanhado por violento tufão, nunca dantes registrado, capaz de levar de roldão outros animais da época tais como rinocerontes lanosos, leões, tigres, mamutes, bisões e castores, depositando-os, todos, na encosta de uma montanha, transformados em uma massa sólida - embora mantendo suas individualidades - que permaneceria ao longo do tempo, enredada entre um emaranhado de árvores, pedras e terra.
Este quadro, embora terrível, não pode nos trazer a certeza de que não voltará a se verificar no futuro,
 pois sabemos que o planeta esteve, está e estará o tempo todo em contante e inexorável mutação, tanto
 por fenômenos naturais como pela ação dos seres vivos, destacando-se a ação do homem.


                                                               F I M

Nenhum comentário: