sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

- MIOLO DE PÃO - IX -



Dagoberto tem dúvidas: não 
sabe se acompanha a Transladação 
ou se vai para o Riacho Doce.
Chama a atendente.
Um homem passa, carregado de 
bolas gigantescas. Um menino puxa 
o pai pela mão, para comprar a bola 
de tantas cores. Os brinquedos 
estão espalhados pelo chão, 
protegidos por jornais velhos. 
Uma menina  caminha em sentido 
contrário, brincando com um 
reco-reco. O barulho desperta o 
pato. O homem levanta-se.. Olha 
para o pato dentro do paneiro.. 
Fala alto:
 -Véspera do Círio. Que 
Nossa Senhora de Nazaré nos 
proteja! E, curvando-se para pegar 
paneiro: 
-Vamos embora, imbecil!



Depois que Dagoberto deu algumas marretadas na porta, Rita foi atender:
- Só agora? - perguntou.
E Dagoberto:
- Fui atrás de pato!
E tratou de abrir a boca do paneiro. Ficou surpreso porque a boca já estava 
praticamente aberta.
- Olha que beleza! - exclamou.
Rita não concordou muito:
- Pra quê?
- Pro Círio.
- Já comprei o pato pro Círio. Você acha que eu ia esperar até agora?
Dagoberto sentiu cheiro de maniçoba.
- Então vamos comer na próxima semana - sugeriu.
- Pato só é bom no dia do Círio - disse Rita.
- Então coloca no terreiro!
- Que terreiro, homem? Só se for no igarapé do Tucunduba!
O homem caiu em sí e olhou o universitário igarapé. Sem nada dizer, 
concordou com a mulher.
- É um pato grande e bonito!
Lembrou a pessimista:
- Vai quebrar toda a louça se ficar em casa...
Farto de tanto recolhimento, o patarrão deu duas descarregadas no chão 
da casa de Rita, e se dirigiu para o tanque que estava cheio de água.
- Não é o que digo?
Dagoberto coçou a cabeça








Rita se aproximou, pegou 
o pato pelas asas e o sacudiu 
no Tucunduba. O voo curto 
da ave terminou nas águas que 
banham cinco bairros, que 
estavam mansas e apaziguadas 
pelas horas que eram.
- Só resta dormir! - falou 
Dagoberto ao armar a rede ".








Continua na próxima postagem...

Bom final de semana a todos.
Abraço,

Clóvis de Guarajuba
ONG Ande & Limpe

Nenhum comentário: