sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

EM SUAVES PRESTAÇÕES... ( reflexão ).

.
.



Morre lentamente quem não muda de ideia, não troca o discurso e não aceita as
próprias contradições.
.
Morre lentamente quem vira escravo do hábito, repetindo sempre o mesmo
trajeto e as mesmas compras no supermercado. Quem não troca
de marca, não arrisca vestir uma cor nova, não dá papo pra quem não conhece.
.
Morre lentamente quem tem como guru a TV ou a Internet.

Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere sempre o " preto no
branco " e os " pingos nos is ", a um turbilhão de emoções, aquelas que resgatam o
brilho nos olhos, o sorriso, o soluço, o coração aos tropeços, os sentimentos, enfim.
.
Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho, quem
nunca arrisca o certo pelo incerto atras de um sonho, quem não se permite, pelo
menos uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos. Morre lentamente que não
viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não acha graça de si mesmo.
Morre lentamente quem destroi seu amor próprio, quem não se deixa ajudar.
.
Morre lentamente quem passa os dias se queixando da má sorte ou da chuva
incessante; quem desiste de um projeto antes mesmo de iniciá-lo; quem não
pergunta as coisas que desconhece; quem não responde quando lhe indagam o que sabe.
.
Pra que morrer em suaves prestações?!
.
Lembre-se sempre, que viver exige um esforço bem maior do que simplesmente
respirar!!!
.
.
A todos um excelente ano de 2016.
Abraço,
.
Clóvis de Guarajuba
ONG Ande & Limpe

Nenhum comentário: