sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

A RAPOSA DO LENHADOR

.

.O lenhador trabalhava duro. Levantava a cada dia às 6 da manhã e passava
o dia intero cortando lenha. Ele tinha um filho de poucos meses e uma raposa,
tratada como bicho de estimação e de sua total confiança. Ao sair pra trabalhar
deixava a raposa tomando conta da casa e do seu filho. Todas as noites, ao
retornar, lá vinha a raposa recebe-lo feliz, abanando o rabo. Os vizinhos viviam
alertando que, apesar de amiga, a raposa era um animal selvagem e não hesitaria
em comer o menino se um dia a fome apertasse. O lenhador sempre indignado,
dizia que isso era um absurdo. A raposa era sua amiga e isso jamais aconteceria.
.
Os vizinhos insistiam:
.
- Vizinho, abra o olho! A raposa vai comer seu filho...
.
Um dia, ao chegar em casa exausto e cansado dos comentários, encontrou a
raposa muito contente, como sempre, só que desta vez, havia sangue escorrendo
de sua boca... O lenhador teve um tremendo choque e, levado pelo impulso,
desferiu com o machado um golpe na cabeça da raposa, matando-a instantaneamente.
Mas ao correr para o quarto do filho, encontrou o menino dormindo tranquilamente
e, ao lado do berço, uma enorme sucuri despedaçada. Chocado o lenhador enterrou
a raposa e o machado juntos.
.
CONCLUSÃO:
Nunca de muita importância para o que os outros acham e, 

principalmente, nunca tome decisões por impulso..
Até a próxima e FELIZ ANO DE 2016.
Clóvis de Guarajuba
ONG Ande & Limpe

Nenhum comentário: