sexta-feira, 12 de julho de 2013

- PETRÓLEO - A DESCOBERTA DA FORTUNA - II -


Embora a exploração comercial do petróleo, um dos mais valiosos e cômodos 
recursos naturais do nosso mundo, seja um fenômeno moderno, seu uso é 
conhecido há milhares de anos. Argamassas para construção e para fixar jóias 
feitas com este recurso natural, já eram usadas pelos Assírios, Babilônios
Sumérios, no ano 3000 a.C. O betume formava-se quando o petróleo bruto se 
infiltrava e emergia à superfície ficando exposto ao sol.. Segundo a história, o 
povo judeu, em seu êxodo, " foi guiado por um pilar de fumo durante o dia e por 
um pilar de fogo durante a noite ".  Isto é uma descrição perfeita do que ocorre 
quando uma coluna de petróleo se incendeia.
Bem mais tarde os persas e árabes colhiam o próprio petróleo e o usavam não 
só para a iluminação como para limpar a seda. Por volta dos anos 300, o petróleo 
era usado pelos chineses que o descobriram acidentalmente quando escavavam  
minas de sal em campos petrolíferos. Tanto os chineses quanto os índios 
americanos usavam o petróleo como medicamento.
No ano de 1272 o viajante veneziano Marco Polo descreveu fontes de petróleo 
na península de Baku, no Mar Cáspio, onde há 2000 anos se realizava um 
culto ao fogo em volta dos " fogos eternos " assim chamadas umas colunas de 
petróleo que ardiam dia e noite. Porém somente no século XIX se descobriu e 
compreendeu o verdadeiro potencial desta riqueza mineral.
Foi em 1850 que o químico industrial escocês James Young registrou a 
patente para o fabrico do petróleo bruto a partir da hulha betuminosa e xistos e 
refinou este petróleo em parafina. A técnica demonstrou ser tão eficaz e o 
produto resultante tão superior ao óleo de baleia que rapidamente se 
construíram fábricas perto de minas de carvão na Inglaterra e em outros países 
pelo mundo em fora...

Continua na próxima postagem...

Desejo a todos um excelente final de semana.
Abraço,

Clóvis de Guarajuba
ONG Ande & Limpe

Nenhum comentário: