sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

- EM BUSCA DE AVENTURA - I -



... E começou a mobilização. Transferência de equipamento, desmatamento do local
para a  motangem das instalações do canteiro de obras constantes, como de praxe, de
um barracão para oficina, tendo anexo o almoxarifado; o soerguimento do escritório
da obra; a construção de uma cerca delimitando as instalações, etc. Por volta de um
mês depois, iniciaram-se os serviços, comandados pelo diretor técnico, meu querido,
competente e saudoso amigo e sócio Cesar Cabral, que viria a ser assassinado
misteriosamente lá mesmo, na cidade de Ariquemes, dez anos depois do término da
obra. Como assinalei em postagem anterior, nesta época já não mais fazia parte da
sociedade, da qual me desliguei no ano de 1980, por motivos também já relatados
anteriormente - saúde, implante do marcapasso -. Durante a execussão dos serviços, lá
pelo ano de 1977, surgiu a oportunidade de adquirir lotes de terreno, às margens da
RO - 01, vendidos em licitação pública nacional pelo INCRA, na chamada Gleba
Burareiro. Resolvemos adquirir lotes de terreno nesse local - onde, de resto, já
estávamos instalados - com o objetivo de implantar roças de cacau. Além das instalações
no local da obra, alugamos uma casa em Porto Velho, onde ficavamos hospedados,
meu sócio e eu, sempre que precisavamos estar naquela capital. Logo sentimos a
necessidade de comprar um automóvel para nos servir durante nossa permanência em
Porto Velho. Os veículos que serviam à administração da obra não deviam ser utilizados
para outros fins, sob pena de prejudicar o bom andamento dos serviços, além de não
serem adequados para transporte na cidade (camionetes Toyota e Ford F-75)...

Continua na próxima postagem......

Bom final de semana a todos, voltem sempre.
Abraço,

Clóvis de Guarajuba
ONG Ande & Limpe

Nenhum comentário: