sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

31 - OS ACIDENTES DE VEÍCULO - Estrada do Coco - II -

.

Embora planejando voltar o mais breve possível para Guarajuba - a pescaria me esperava -,
não sei por qual motivo, naquele dia, resolvi que não iria passar dos 80 km/h., na viagem até
Salvador. Isto, paradoxalmente, acabou contribuindo de maneira decisiva para a ocorrência
do acidente... É que, ao passar pela ponte sobre o rio Jacuípe - cerca de 500m após - ainda
mantendo a velocidade que decidira imprimir, fui surpreendido pela visão aterrorizante de
um carro vermelho vindo, desgovernado e em altíssima velocidade, na minha direção!
Embora, por mero ato reflexo, tenha freado e desviado para o acostamento, o veículo
veio na minha direção, batendo com seu lado esquerdo ( o lado do carona ), na parte dianteira
do meu carro ( uma Ipanema Chevrolet prata, novamente ), encaixando de tal modo no
meu veículo, que se transformou em um "C "! Imediatamente começou um violento
incêndio que, muito em breve (a mim parecia), iria se transferir para o meu carro.
Imediatamente tentei sair daquele principio de inferno, mas não conseguia nem desafivelar
o cinto de segurança! Depois de várias tentativas com a mão direita, resolvi olhar para
saber a razão do não destravamento do cinto. Só então verifiquei que minha mão estava
totalmente quebrada em diversos lugares!... É que, na ocorrência de um choque traumático
como aquele, não sentimos dor alguma e as lesões são totalmente ignoradas, sobrepondo-se
a qualquer dor, o instinto de conservação  que nos impele a correr para nos afastar ao máximo
 da cena do acidente, principalmente para fugir do fogo...

Continua na próxima postagem...

Um excelente final de semana e um feliz Natal a todos os meus amigos e visitantes.
Grande abraço,

Clóvis de Guarajuba
ONG Ande & Limpe

Nenhum comentário: