sexta-feira, 9 de setembro de 2016

15 - DESASTRE AEREO - VIII -




Como era de se esperar, o piloto M.F. teve sua licença de voo cassada. Ora, se deixar
faltar combustível em um carro que está trafegando numa rua ou rodovia já é uma
enorme falha - inclusive passível de punição, de acordo com o CNT - imaginem os
leitores esta ocorrência num avião!!!... É obrigação de todo piloto, principalmente os
de aeronaves de pequeno porte, fazer o que se chama no jargão aeronáutico de
"TESTE DE SÃO TOMÉ ". Consiste este teste em verificar, não somente a qualidade
do conbustivel, isto é, se realmente é o indicado para o equipamento,  mas, e
principalmente, se a quantidade é suficiente para completar o voo até o destino planejado
e mais uma reserva para levar o avião até um aeroporto alternativo, no caso de não
haver possibilidade de pouso no aeroporto de destino. O mais absurdo é que o Piper
tinha autonomia para voar durante 6 horas!...
 Segundo informações que me deram, não
podendo mais pilotar aviões, legalmente, o M.F. teria ido voar clandestinamente na Amazônia
paraense (Itaituba), levando peças de máquinas, combustível, víveres e passageiros,
para os garimpos. Transcorrido algum tempo nesta que, se confirmada, seria uma atividade ilegal,
pois perdera a licença  de piloto, ao tentar levantar voo de uma pista precária do garimpo, com
carga superior à suportável pelo avião, não teria conseguido altura suficiente para transpor as
árvores da cabeceira da pista, indo chocar-se violentamente contra elas. Conforme informações,
teria morrido juntamente com todos os eventuais e desditosos passageiros!

Continua na próxima postagem.......

Abraço a todos os meus amigos e visitantes e tenham todos um ótimo final de semana.

Clóvis de Guarajuba
ONG Abde & Limpe

Nenhum comentário: